geral@bancodobebe.org  .  21 357 18 05

O João e a sua Estrela

Esta família chegou ao Banco do Bebé pela mão da Associação Rede Cidadã. Uma adolescente grávida de gémeos não tinha quase nada para os seus bebés. O Banco do Bebé doou dois enxovais e duas alcofas para esta futura mãe de 19 anos que vivia na zona das Galinheiras, em Lisboa, com mais doze pessoas, entre eles os seus pais e irmãos.

Os gémeos nasceram prematuros de 29 semanas, cada um com cerca de 1kg de peso, no Hospital de Santa Maria. A prematuridade, o contexto familiar, as condições da casa e a falta de bens essenciais, foram algumas das razões que levaram a Associação Rede Cidadã a pedir a integração desta família no Projeto Apoio Domiciliário do Banco do Bebé.

O que encontrámos nesta casa confirmava a ausência de condições para o melhor desenvolvimento dos bebés prematuros, no entanto, mãe, muito nova e sem experiência, tinha muita vontade de aprender. Em parceria com a coordenadora do projeto e a voluntária do Banco do Bebé, a mãe elaborou uma lista de necessidades reais: um espaço físico adequado aos seus filhos, um melhor conhecimento dos cuidados básicos de higiene e alimentação infantil, bens materiais para esses cuidados, medicação e apoio emocional para receber os dois bebés prematuros e consequente adaptação à sua nova vida.

Em conjunto com esta mãe, estabeleceu-se uma verdadeira relação de confiança que permitiu definir um plano de intervenção bi-semanal. A equipa do Banco do Bebé passou a visitar esta família duas vezes por semana para partilhar os banhos dos bebés, a escolha da roupa adequada, a massagem infantil e garantir que todos os cuidados aos bebés fossem realizados pela mãe, não pela avó. Em primeiro plano esteve sempre a capacitação da jovem mãe, dando a conhecer o desenvolvimento global do bebé, modelando a interação e o brincar, apoiando na diversificação alimentar.

Fez parte do plano de intervenção estar presente nas inúmeras consultas médicas nas Unidades de Saúde de referência (HSM e USSCML do Bairro Padre Cruz) bem como articular com as instituições da Comunidade que estavam a acompanhar esta família: Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, a Associação Sem Limites aos Imigrantes e a Rede Cidadã.

Esta é a história do “João” e do “Miguel” que a dada altura, conheceu um momento profundamente triste. Foi diagnosticado ao “Miguel” um tumor cerebral maligno. Durante os três meses que o Miguel esteve internado o Banco do Bebé acompanhou os avós e o “João” para que a mãe pudesse acompanhar o seu filho doente. O “Miguel” não resistiu”. Hoje, o “João” tem dois anos e meio, está integrado numa creche e tem um desenvolvimento psicomotor normal. Tem uma relação afetiva muito forte com a sua mãe que se tornou muito competente e capaz de cuidar autonomamente do seu filho. A mãe está integrada no mercado de trabalho. Trabalha numa empresa de limpezas mas ainda mora com os pais.

Acompanhámos esta família durante dois anos. Fizemos um caminho com todos, mãe, filhos, avós, primos e tios. Os laços que se criaram são muito fortes. E ainda hoje se mantêm. Perdurará, para sempre, nesta mãe, neste menino e na equipa do Banco do Bebé aquilo que cerca de dois anos viveram e cresceram em conjunto.

Esta é uma das muitas histórias que todos os dias ajudamos a escrever. Se quer contribuir para a vida de uma família basta clicar.

clicar.

Ao clicar no botão está aceder a um formulário Easypay, parceiro do Banco do Bebé – Associação de Ajuda ao Recém-Nascido; quando efetuar um donativo autoriza que os dados pessoais sejam processados eletronicamente, e guardados num ficheiro da responsabilidade do Banco do Bebé - Associação de Ajuda ao Recém-Nascido, exclusivamente para envio de informações sobre a instituição, emissão de recibos de donativos e para a admissão de sócios, de acordo com os Estatutos. Para estes efeitos, os dados serão acedidos pela Easypay - instituição de pagamentos parceira do Banco do Bebé - Associação de Ajuda ao Recém-Nascido. De acordo com a lei em vigor terá o direito de acesso, eliminação e retificação dos dados, bastando para tal dirigir-se por escrito ou pessoalmente à Easypay bem como ao Banco do Bebé, Associação de Ajuda ao Recém Nascido. Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório, pelo que o não fornecimento dos dados requeridos determina a impossibilidade de concluir o processo. Ao abrigo dos Estatutos dos Benefícios Fiscais, sempre que for efetuado um donativo, o Banco do Bebé – Associação de Ajuda ao Recém Nascido, emitirá um recibo de donativo com a indicação do seu enquadramento e menção que é concedido sem contrapartidas.
Share

Associe-se a nós

Torne-se nosso associado:

(Pagamento de quota através de transferência bancárias para NIB Montepio Geral – 0036 0334 99100000762 08)

CLIQUE AQUI

Seja Voluntário

O serviço de voluntariado foi criado em 1991

Torne-se voluntário/a do Banco do Bebé.

Seja voluntário:

CLIQUE AQUI

Os nossos contactos

Maternidade Dr. Alfredo da Costa, Rua Latino Coelho | 1050-135 Lisboa (ver mapa)

Tel: +351 21 357 18 05
Fax: +351 21 352 01 41

Tlm: 96 483 44 12

geral@bancodobebe.org

Todos os dias úteis das 9h30 às 13h30